Recife & Olinda

Introdução
Atrações turísticas
Praias & Lazer

 


Atrações Turísticas

Para facilitar a navegação do amigo visitante, dividimos os pontos de turismo em três categorias. No item Cidade de Recife constam algumas das principais atrações turísticas de Recife. No item Cidade de Olinda constam algumas das principais atrações turísticas de Olinda. E no item Fora da Cidade estão citados os pontos turístico que ficam nas redondezas de Recife e/ou Olinda.

Cidade de Recife

Capela Dourada (foto): A Capela Dourada (1695) está entre as mais belas do Brasil. Os inúmeros detalhes dourados são esculpidos em cedro e jacarandá da Bahia.

Mercado São José (foto): O Mercado São José é o maior de Recife e foi um dos primeiros edifícios com estrutura de ferro no Brasil. Existe uma grande variedade em artesanato. Destaque para as redes e cestas. 

Casa da Cultura (foto): A Casa da Cultura foi um presídio até 1973. Hoje funciona um centro representativo da cultura regional em suas antigas celas. 

Fora da Cidade

Igreja N.S. dos Prazeres (foto): Localizada no Parque Histórico dos Guararapes, a construção da igreja iniciou-se em 1656, como agradecimento pela vitória luso-brasileira na batalha dos Guararapes. A vitória na Batalha dos Guararapes selou a expulsão dos invasores holandeses de Recife. 

Olaria de Brennand (foto): Neste museu ao ar livre encontram-se obras do artista mundialmente famoso Francisco Brennand. Os cisnes pretos são um espetáculo a parte e um marco do lugar. 

Forte do Pau Amarelo (foto): O forte, localizado entre Recife e Itamaracá, foi construído em 1719, no local onde os invasores holandeses desembarcaram em 1630.

 

 

Cidade de Olinda

Igreja da Sé (foto):  Construída em 1537 em um dos pontos mais altos de Olinda, a igreja passou por diversas reformas ao longo dos anos, mudando mais de uma vez radicalmente de aparência. 

Largo de São Francisco (foto): O largo de São Francisco é formado pelo Convento São Francisco (1577), a Capela Santa Ana, a Igreja N.S. das Neves e a Capela de Santa Anna. Vale a pena conhecer o Pátio de São Francisco (foto) composto por belíssimos azulejos portugueses, no interior do Convento de São Francisco.  

Igreja N. S. do Carmo (foto): Construída em 1581, foi queimada pelos holandeses em 1631 e restaurada em 1721. Da construção original só restaram o altar e um portal.