Telefones Úteis:

Polícia: 190
Ambulância: 192
Bombeiros: 193

Defesa Civil: 199

Delegacia do Turista:
2511-5112
2511-5767

Informações: 102


Segurança no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro não é uma cidade muito perigosa.  É somente uma mega metrópole que tem problemas como qualquer outra. Quem deseja andar pelas ruas de uma cidade sem o menor risco de ser assaltado deve evitar as metrópoles e ir para Innsbruck, uma simpática e pacata cidade no coração dos Alpes austríacos.

A fama de violenta que a cidade do Rio de Janeiro carrega mundo a fora é exagerada, pelo menos no que diz respeito ao turista. Nas favelas e periferias pobres a violência realmente existe, sem porém oferecer riscos ao turista, que normalmente não transita por tais localidades. Na Zona Sul, onde estão localizados os principais hotéis da cidade, não é perigoso passear pelas calçadas. 

O risco de um assalto porém existe, e cabe ao turista saber evitá-lo. Seguem-se aqui algumas dicas, para diminuir o risco de ser roubado. 

1) Não carregar máquinas fotográficas e filmadoras de forma visível. Deixa-las sempre no interior de uma bolsa discreta (onde não esteja grifado Canon ou Minolta !!!).  Antes de tirar uma foto, verifique-se que nenhuma pessoa suspeita esteja ao seu redor ou procure a presença do policiamento (que é muito vasto na Zona Sul). 

2) Não use jóias que só faltam gritar: "me roube !!!!" Tire brincos de ouro e anéis com diamantes. Use um relógio barato ou discreto. 

3) Esta talvez seja a dica mais importante de todas. Não se vista como um turista. Não use bermudas com papagaios coloridos nem camisetas dizendo: "I love caipirinha !". Seja discreto. O carioca costuma usar roupas simples no dia-a-dia. 

4) Evite andar com todos os seus documentos, cartões de crédito e talões de cheque na carteira. Em caso de roubo ou perda, a dor de cabeça é muito grande.

5) Em caso de um assalto, não reaja. Entregue tudo da maneira mais rápida possível, evitando fazer movimentos bruscos. Assim que o assaltante se afastar, procure imediatamente um policial nas redondezas. Como ele conhece bem a área em que está atuando, as chances de ele recuperar os seus objetos são grandes. Dirigir-se a uma delegacia (a não ser que esteja muito próxima) raramente resolve o seu problema, pois o ladrão terá tempo de fugir com os pertences roubados. 

Bem, a princípio é isso. As dicas a cima são talvez exageradas, mas antes precaver do que remediar. E é claro, mesmo seguindo todos as dicas, você pode ser assaltado. Afinal, o Rio de Janeiro é uma metrópole. Mas não se esqueça, você também poderá ser assaltado em Miami, Paris, Los Angeles, Nova Iorque, Londres, Roma, Frankfurt, Tóquio e milhares de outras cidades. Não deixe de visitar o Rio de Janeiro devido às notícias sobre a violência, pois o Rio de Janeiro recebe todas os turistas de braços abertos